Monthly Archives: Junho 2012

Nova contratação da cimpor

Armando Vara vai para a empresa cimenteira, não há dúvida de que quem é corrupto pode ter uma carreira muito boa na política.

Anúncios

E esta?!

Passos Coelho diz que vai reduzir em 30% as rendas das parcerias público-privadas, o que se cifra em 4 mil milhões de euros. Todavia Paulo Morais aponta com razão que o valor das rendas anda por volta dos 40 mil milhões nos próximos anos e que 30 % deste valor é 12 mil milhões. Ou Passos Coelho se enganou ou anda aqui uma aldrabice de 8 mil milhões de euros.

Grécia, futebol e economia.

A Grécia em termos futebolísticos é joga apostando na austeridade, o que lhe traz superavits nomeadamente nos jogos com a Rússia e com Portugal. Muito bem dito e observado, futebol austeritário aposta na contenção.

Agora outra coisa é fazer do próximo jogo com a Alemanha uma questão pessoal, isso não lhes adianta de nada pois vão perder, acabando por se humilhar ainda mais. Vejam o que eu lhes digo!

Luís Menezes Leitão excelente

Fala da voracidade fiscal do nosso governo que através de medidas de bastidores faz com que se aceite o aumento de impostos. Diz ainda que as contas com a dívida são todas para pagar religiosamente, e que para isso se vai ao bolso dos contribuintes. E que nem por isso se anulam as parcerias público privadas e etc. O retrato deste governo parece demasiado escabroso para ser verdade, vejam pelos vossos próprios olhos!

Porquê?!

Parece que a imprensa nos dias de hoje aceita a presidência angolana como algo de bom. Helena Matos compara a presidência de José Eduardo Dos Santos a Bashar Al Saad e tem razão.

Verdade

Se a selecção não fosse tão longe no nosso europeu, hoje estaríamos a falar do governo, e de austeridade. Os dias que correm são de descanso.

Posições positivas a favor do Governo

Vem no Blasfémias duas posições interessantes e positivas acerca do Governo de Passos Coelho. Uma de José Manuel Fernandes e outra de LR. José Manuel Fernandes afirma que graças a deus temos Passos Coelho que pretende liberalizar a sociedade portuguesa, e tornar as pessoas mais independentes do Estado, que é visto por este como a solução para todos os problemas. E por parte de LR assistimos ao testemunho de que Portugal caminha lentamente para a eliminação das desigualdades regionais, num país quase terceiro mundista nesse aspecto.

Dois clássicos difíceis de ler

Ulisses de James Joyce e em Busca do Tempo Perdido de Marcel Proust, são para Maria do Rosário Pedreira dois livros difíceis de ler. Sinceramente fiquei contente quando a renomada editora confessou que já tentou ler Ulisses, mas que não o conseguiu acabar, porque eu também não. Todavia com este parecer fico contente porque me consolida o facto que estes dois livros são os dois clássicos mais difíceis de ler.

Abolir feriados não aumenta a produtividade

É esta a “posta” do José Navarro de Andrade e que achei sincera, o qual eu partilho. Mostra que a Alemanha possui imensos feriados e que mesmo assim, a produtividade é muito alta, e que a promessa do Governo português em abolir feriados não passa de uma falácia. Ao que eu acrescento: mais uma medida para favorecer os empresários, e prejudicar os trabalhadadores. Porque saber é poder!

Morreu Manuel Preciado

Manuel Preciado treinador na última época do Sporting Gijon, e que se preparava para uma nova aventura no Vilarreal na segunda divisão espanhola, morreu deixando Mourinho despadaçado. Este foi para Mourinho um dos seus mais caústicos adversários na sua aventura espanhola, e que com o passar do tempo se tornou seu amigo, devido principalmente a uma doença grave de Preciado que os juntou.

Preciado morreu, mas fica com ele o mito, o mito de inimigo de Mourinho, que se tornou seu amigo. Mas acima de tudo fica o mito da rivalidade entre eles, porque Preciado quando inimigo de Mourinho, era muito duro com ele.