Category Archives: Geral

Os posts que mais gostei este fim de semana.

O não há donos do regime nem pais da pátria, de José Manuel Fernandes no Blasfémias. O autor começa por dizer que quem rejeita a efeméride do 25 de Abril, está a favor de um estado Salazarista. E que quem defende esse facto são os esquerdistas com um complexo de superioridade. José Manuel Fernandes corrige-o dizendo que a Direita também tem preocupações solidárias, e que os esquerdistas não são os únicos a ter razão. Defende ainda que Mário Soares foi nas palavras dele, fraco, porque deslegitimou o Governo porque sabe que a política tem vários caminhos.

Outro artigo que me fascinou foi a entrevista a Maria Filomena Mónica ao Jornal “i”, em que aprendi uma coisa preciosa que tem muito a ver comigo. Acerca de bolsas de doutoramento, Maria Filomena Mónica considera que deve ser feito um processo de recrutamento pormenorizado a quem se candidata, porque segundo ela quem acaba as bolsas, porque são muito difíceis, não são as pessoas inteligentes, são as pertinazes.

Além disso, a entrevista é bastante interessante e toca variados temas. Destaco  por assim dizer as partes que me pareceram as melhores. Afirma que lhe choca a pobreza emergente nos nossos dias que lhe fazem lembrar os tempos do Estado Novo. E que não estava à espera que ela regressasse em tempos democráticos. Explica que o povo português não é insurrecto para com as políticas do Governo porque não sente a democracia a fundo, pela razão de que o golpe de estado de 74 foi feito apenas por uma classe, os militares. Afirma também que a educação do país vai mal, pois gira em torno do facilitismo. Afirma que a maior conquista do 25 de Abril foi a liberdade e que a oposição do principal partido da oposição, é inexplicavelmente fraca, porque o anterior líder era um delinquente, que está rico, e está a estudar em França.

Anúncios

O que eu penso do Carnaval deste ano…

Penso que como diz Miguel Sousa Tavares o Governo deu um tiro no pé ao decretar que não havia tolerância de ponto. É que os que ficaram a trabalhar não tinham nada que fazer. Ás vezes a melhor solução é estar quieto e não fazer nada.

Se Passos Coelho fez isto para agradar à troika, penso que sim, mas só que o país não quis saber disso, e fez bem.

Como disse, às vezes o melhor é estar quieto e não fazer nada.

Assim não dá…

Um jovem decidiu abrir um negócio no centro do país tirando seis pessoas do desemprego, abrindo uma empresa a título experimental. Contudo esta não teve grande sucesso, os trabalhadores estavam avisados de que a empresa tinha como prazo de duração mínimo seis meses, caso contrário fechava. A empresa fechou, e o que aconteceu, os trabalhadores pediram uma indemnização pela empresa ter fechado. O patrão como é obrigação sua pagou.

Mas o que fica deste caso? É que uma pessoa abriu do seu bolso uma empresa, avisou todos que estava a título experimental, e que a empresa passado dos seis meses, não tivesse sucesso fechava. E por isso o patrão pagou as indemnizações. Mas pagou porquê? Isso é que não se percebe, uma vez que o contrato dos trabalhadores já tinha acabado.

O que acontece é que a legislação laboral do nosso país só beneficia quem trabalha e não quem luta para ter uma vida melhor. Assim Portugal não vai no bom caminho.

Sinal dos tempos

Segundo uma crónica do JN o nível de pobreza do país passou dos 20% para os 25%. Para onde vais Portugal? 😦

Falta de visão dos nosso políticos 2

Sinceramente é uma vergonha o que passa em Portugal, enquanto que em França 3,8% do orçamento daquele país vai para os incentivos à maternidade, aqui o índice de fecundidade vai nos 1,37 sendo o 2º mais baixo do mundo. Assim sem crianças, não há país que nos valha e o crescimento tratar-se-à de uma quimera.

A ministra Paula Teixeira da Cruz …

Começo a formar uma ideia sobre o género de pessoa que a ministra da justiça é. Comecei a ouvir falar dela aquando das queixas de Marinho Pinto, acerca de que esta se queria vingar da ordem dos advogados, hoje tenho a confirmação. A ministra Paula Teixeira da Cruz é um boy e actua como um boy, uma vez que ofereceu o tribunal da Boa Hora à câmara de Lisboa, mais uma soma de 3, 582 milhões de euros. Agora passado dois meses, não é que esta pretende reaver o tribunal da Boa Hora? 😦

 

O pensamento de Portugal

Na sua crónica semanal no Blasfémias, José Manuel Fernandes afirma que em Portugal fala-se muito e pensa-se pouco. Não poderia estar mais de acordo.

Banca e Estado

Mais um roubo da banca aos contribuintes, contando com a ajuda dos políticos. Autor: BCP

A dívida da Madeira

A dívida total da Região Autónoma da Madeira ascende a 6238 milhões de euros. É bom que se repita muitas vezes até que se fixe: a dívida da Madeira (seis mil milhões) é apenas 25% menor que a das 308 autarquias do continente todas juntas (oito mil milhões). Todas juntas, ok? As 308.

E Passos Coelho salvou Alberto João Jardim, garantindo-lhe que a verdadeira austeridade só chegará depois do seu mandato.

O quê é o quê?

Fico confuso com a quantidade de informação que aponta quer num sentido, quer noutro. Devemos fazer uma política de austeridade ou não?